16508026_1217397695040934_1463632761962704235_n

Um menino brincando no quintal de sua casa descobre uma arca enterrada, revelando um segredo. Há mais de quinhentos anos, homens vendiam as maiores árvores da terra para os reis mais poderosos.

Um dia, tudo isso parou e nunca mais se ouviu falar nos Caçadores de árvores, tudo o que restou foi aquela arca, com um velho mapa. O menino, com a ajuda do seu amigo bicho-do-mato, vai a caça das Árvores gigantes, que ele acredita estarem presas no céu.

É assim que começa essa aventura em que um menino e seu amigo buscam resgatar as Árvores Gigantes.

 

TARDO, MAS NÃO FALHO! Cá estou eu para mais um post, dessa vez comentando finalmente sobre O Caçador ❤

Acompanho o projeto há tanto tempo que meio que perdi a noção de quando comecei. Acho que 2014 ou 2015, não sei dizer. Mas esse curta é uma baita razão para se investir mais em arte no Brasil.

Enquanto alguns por aí conseguem verba destinada à Cultura fácil fácil, projetos desse tipo não recebem a devida projeção. Só lá fora, como é o caso de ele ter sido selecionado pra alguns festivais de cinema. Mas enfim.

SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT SPOILER ALERT

A história do filme retrata a descoberta de uma arca bem antiga, por um menino enquanto estava brincando no quintal.

Quando ele abre essa arca, descobre sobre a história dos caçadores de árvores gigantes que, no passado, vendiam-nas para reis muito poderosos. Mas algo aconteceu e eles meio que sumiram, ninguém sabe o que houve essas árvores ficaram presas no céu.

A missão do menino então é resgatá-las, junto ao seu amigo Bicho-do-mato.

Estão trabalhando para torná-lo um longa e daqui uns anos, pode ser que tenhamos Caçadores com mais de nove minutos, para nosso deleite ❤ Foi um curta muito fofinho, achei interessante também o paralelo que acabei fazendo dessa venda de árvores com a exploração que países sofreram em seus períodos coloniais.

Outra coisa divertida nisso é o modo como os personagens se comunicam, o curta flui melhor e o deixa acessível pra todo mundo. Faz jus à participação no Anima Mundi =D

Não entendo nada de animação, mas os cenários são de um estilo diferente de pintura que estou acostumada a ver e amei os detalhes ❤ Não tenho talento suficiente ainda para contribuir de qualquer outra maneira a não ser comprando o que o Studio for produzindo, mas o Pakoto (assim como outros projetos de animação nacional que eu for descobrindo) sempre terá meu apoio.

Uma indicação mais do que merecida ^^

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s